Gazette

Sua referência em notícias culturais

Inclusão social de pessoas com deficiência é tema de roda de conversa na Biblioteca Arthur Vianna Inclusão social de pessoas com deficiência é tema de roda de conversa na Biblioteca Arthur Vianna
A Fundação Cultural do Pará (FCP) promove até sexta-feira, 5, das 9h às 10h, no hall da Biblioteca Pública Arthur Vianna, uma roda de... Inclusão social de pessoas com deficiência é tema de roda de conversa na Biblioteca Arthur Vianna

A Fundação Cultural do Pará (FCP) promove até sexta-feira, 5, das 9h às 10h, no hall da Biblioteca Pública Arthur Vianna, uma roda de conversa para discutir e conscientizar a população sobre a inclusão social de pessoas com deficiência. A programação é gratuita e o encontro é coordenado pelo psicólogo da FCP, Francisco Aires, e promovido pela Diretoria de Leitura e Informação da Fundação.

Com o objetivo de romper preconceitos, discutir diferenças, o direito das crianças, das mulheres, e principalmente o das pessoas com deficiência mental, física ou múltipla – quando há a associação de duas ou mais deficiências – o encontro será um primeiro momento de uma série que buscará desenvolver temáticas que dizem respeito à questão psicossocial, como a infância, a adolescência, saúde, família e as relações interpessoais.

O evento é destinado ao público em geral, aos frequentadores da Biblioteca Pública Arthur Vianna, e busca abrir espaço na Fundação Cultural do Pará para fomentar cada vez mais atividades que envolvam a discussão de diversas temáticas na área psicossocial. Segundo o psicólogo Francisco Aires, a programação faz uma alusão à Semana da Deficiência Intelectual e Múltipla, que é promovida nacionalmente pela Fenapaes (Federação Nacional das Apaes), de 21 a 28 de agosto.

“A ideia é despertar para essa questão das diferenças, no sentido de se conscientizar que todas as pessoas possuem suas potencialidades, e procurar romper com os preconceitos que existem com pessoas com deficiência. Então a proposta é abrir debate, através da apresentação de filmes e materiais que trazem essa discussão”, conta Francisco Aires.

Fonte: FCP

admin

No comments so far.

Be first to leave comment below.

Your email address will not be published. Required fields are marked *